Igrejas na Madeira

Sé Catedral
A fachada simples da Sé Catedral, com o seu maciço portal gótico, não deixa adivinhar os tesouros do seu interior. Inaugurada no início do século XVI, abriga belas pinturas flamengas e um tecto adornado em talha de madeira de cedro indígena, com embutidos de marfim e ouro. Este edifício histórico é uma atracção que não deve deixar de visitar.

Igreja de São João Evangelista (Igreja do Colégio)
A Igreja de São João Evangelista é um magnífico exemplo do estilo Maneirista do século XVII. Com uma bela colecção de retábulos em talha dourada, possui também um impressionante órgão e oito capelas decoradas com talha dourada e azulejos, entre as quais se destaca a Capela das Onze Mil Virgens.

Igreja de São Pedro
Iniciada no século XVIII, a Igreja de São Pedro demorou quase 150 anos a ser concluída. A sua bonita estrutura abriga uma vasta colecção de pinturas antigas, jóias e mobiliário. As paredes interiores da nave, da capela-mor e da sacristia estão decoradas com bonitos azulejos tradicionais.

Convento de Santa Clara
O Convento de Santa Clara, do século XV, pertenceu originalmente a uma ordem de clausura mas está hoje aberto aos visitantes. Pode visitar o claustro gótico, as capelas ornamentadas e a bela nave da igreja, todos adornados com azulejos de motivos geométricos. É neste convento que se encontra o túmulo do descobridor da Madeira, João Gonçalves Zarco.

Capela das Almas Pobres

Construída junto a uma falésia, esta capela construída em 1781 e dedicada às almas do purgatório reclama o título da mais pequena capela do mundo. No seu interior há um altar de madeira simples, requintados frescos e um painel de azulejos com as iniciais "PNAM", que significam "Pai Nosso, Avé Maria".

Igreja do Carmo
As paredes interiores da Igreja do Carmo estão adornadas com azulejos pintados e esculturas barrocas de meados do século XVII. Os visitantes também podem contemplar belas obras de arte sacra, incluindo jóias e cálices de ouro. Nas paredes da capela-mor sobressaem dois imponentes mausoléus.

Igreja da Santíssima Trindade (Igreja Inglesa)
Concluída em 1822, a Igreja da Santíssima Trindade, ou Igreja Inglesa, tem uma fachada neoclássica com colunas. No interior, destacam-se a bela cúpula central e um fresco com palmeiras, representando o ambiente subtropical da Madeira. O edifício encontra-se no interior de um tranquilo jardim murado, repleto de belas árvores e plantas.

Igreja de Santa Maria Maior (Igreja de Santiago Menor ou Igreja do Socorro)
Esta igreja do século XVIII ostenta uma elegante fachada barroca com portas de madeira requintadamente talhadas. No interior destacam-se o tecto pintado, os azulejos tradicionais e o altar em talha dourada. Todos os anos em Maio, este é o ponto de partida de uma romaria já centenária dedicada a Santiago Menor, padroeiro da cidade do Funchal.

Capela do Corpo Santo
Construída no século XV em honra de S. Pedro Gonçalves Telmo, padroeiro dos pescadores, esta capela chegou a servir como enfermaria para os pescadores locais e suas famílias. Os seus elementos mais notáveis são o portal gótico e as detalhadas pinturas da capela-mor, que retratam a vida do santo.

Capela da Boa Viagem
Fundada em 1655 (embora a inscrição no portal registe 1683), a Capela da Boa Viagem foi consagrada a Nossa Senhora da Redenção. Entregue ao município no início do século XX, é hoje usada como galeria, com obras dos artistas portugueses Francisco e Henrique Franco.

Igreja de Nossa Senhora do Monte
Construída em 1818, a Igreja de Nossa Senhora do Monte é o local de peregrinação mais importante da Madeira, com animadas romarias durante todo o mês de Agosto. No interior preserva elegantes candelabros, uma venerada imagem de Nossa Senhora do Monte e o austero túmulo de Carlos I de Habsburgo.

Igreja Paroquial de Machico
Construída no século XV, a igreja paroquial de Machico apresenta influências arquitectónicas de várias épocas, incluindo Gótico e Manuelino, além de elementos barrocos. A porta principal exibe grandes arquivoltas góticas, colunas de mármore e um óculo. O interior preserva capelas ricamente adornadas.

Capela dos Milagres
A capela que originalmente existia neste local foi construída em 1420 no sítio da celebração da primeira missa da Madeira. No século XIX foi destruída por uma terrível enxurrada, e seu precioso crucifixo de madeira foi arrastado para o mar. Milagrosamente, o crucifixo foi recuperado por um navio de passagem e devolvido aos ilhéus. A igreja foi depois reconstruída, sendo hoje palco, no mês de Outubro, de uma procissão de velas em que a cidade de Machico lembra o antigo milagre.

Capela de São Vicente
Fundada em 1694 na foz do rio de São Vicente, esta pequena capela foi escavada num bloco de basalto solitário no exacto local onde se diz ter aparecido o santo. O interior, em estilo barroco, preserva um belo altar e um tecto com pinturas de São Vicente.

Capela de Nossa Senhora da Piedade
Alcandorada num promontório à beira-mar, a Capela de Nossa Senhora da Piedade foi construída no século XVIII por pescadores milagrosamente salvos de um naufrágio.
Todos os anos em Setembro, os locais comemoram esse evento na procissão e arraial de Nossa Senhora da Piedade, acompanhada por barcos ricamente decorados.

Igreja de Santo António
A igreja paroquial de Santo António foi construída no final do século XVIII no estilo Rococó característico da Madeira. Possui seis altares e foi restaurada na década de 1920, tendo sido acrescentado a uma das suas altas torres sineiras um grande relógio que ainda se mantém em funcionamento.

Igreja de São Martinho
Embora a construção desta bela igreja tenha sido iniciada no século XVIII, foram necessários mais de 150 anos para concluir a obra, e a sua dimensão teve de ser ajustada para acomodar a população crescente do Funchal. Inaugurada em 1918, tem como principal atracção um tríptico com imagens da Anunciação, da Natividade e de Santa Ana e São Joaquim.

Igreja da Nazaré
Inaugurada em 2002, a Igreja da Nazaré é uma das mais recentes da Madeira. A sua moderna fachada tem uma imponente torre de 44 metros com um relógio, que se tornou um dos mais notáveis marcos urbanos do Funchal. No interior destacam-se belas obras de arte sacra.
 
 
 
 

Utilizamos cookies para fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies.