Bancos e Moeda

O euro é a moeda oficial da União Económica e Monetária da União Europeia e foi adoptado por 11 dos seus Estados-Membros em 1 de Janeiro de 1999: Portugal, Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália e Luxemburgo. Em 2001, a Grécia adoptou também o euro.

O euro entrou em circulação em 1 de Janeiro de 2002, com sete denominações diferentes de notas e oito de moedas: as notas têm os valores de 500, 200, 100, 50, 20, 10 e 5 euros, e as moedas têm valores de 2 e 1 euros, e 50, 20, 10, 5, 2 e 1 cêntimos. As notas são idênticas em toda a zona euro, porém as moedas podem ser emitidas com uma face nacional diferente em cada um dos países que aderiu ao euro. Tanto as notas como as moedas são aceites em todos os países que integram a zona euro.

As notas e as moedas foram concebidas tendo em conta as necessidades das pessoas com deficiências visuais. Por esse motivo, todas elas têm diferentes tamanhos, além de outros elementos identificadores.

Se precisar de cambiar moeda pode recorrer aos bancos ou a balcões de câmbios oficiais. Em geral, os bancos cobram uma comissão mínima de 8 euros independentemente do valor a cambiar. Nos balcões de câmbio não são cobradas comissões, mas as taxas de câmbio são menos favoráveis.

É possível descontar Eurocheques nos balcões dos bancos, mas os cartões Eurocheque, embora válidos nas caixas ATM, não são aceites como forma de pagamento em restaurantes e lojas. Os cartões de crédito são aceites em toda a ilha, sobretudo Visa e Mastercard, contudo, é conveniente informar a entidade emissora quando se desloca ao estrangeiro. Desta forma, é mais fácil evitar as utilizações fraudulentas.

Conversor de moeda online
 
 
 
 

Utilizamos cookies para fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies.