• Praça de Colombo, Funchal

O lavrador e comerciante João de Esmenaut, ou Esmeraldo, construiu uma casa que se tornou muito famosa ao longo do século XVI devido à sua riqueza e dimensão.

As suas casas no Funchal ganharam ainda mais fama por terem recebido Cristóvão Colombo quando este se deslocou à ilha, provavelmente para tratar de negócios relacionados com o açúcar ou quando aqui passou na sua terceira viagem rumo à América.
Mas, se tudo tem os seus pontos altos, também tem os seus tempos menos famosos e as antigamente famosas casas acabaram por ser demolidas a 9 de Novembro de 1876. Nesta altura, as casas eram usadas como armazéns de cereais.

Após um grande incêndio na década de 70 e na sequência da degradação geral dos edifícios do quarteirão compreendido entre as ruas da Alfândega, de João Esmeraldo, de Cristóvão Colombo e do Sabão, decidiu a Câmara Municipal recuperar toda esta área como uma praça. No entanto, dada a possibilidade de se encontrarem importantes elementos arqueológicos, convidou-se uma equipa qualificada para as escavações. Algum do material encontrado está actualmente em exibição no núcleo temático municipal dedicado ao açúcar (Núcleo Museológico da Cidade do Açúcar, Praça Colombo).

Museu - A cidade do açúcar

Hoje em dia, a Praça Colombo é um dos espaços mais agradáveis da cidade, com as suas esplanadas, restaurantes e lojas comerciais. Como se trata de um espaço amplo e aberto, é muitas vezes usado para acolher eventos públicos.

Pin It

Atenção! Este website usa cookies e tecnologias similares

Ao fechar esta mensagem esta a concordar com esta utilização.

I understand