• Madeira, Industry - Embroidery

O bordado à mão da Madeira é geralmente reconhecido como o melhor do mundo dentro do seu género e faz parte da história e da cultura dos madeirenses. Ao longo dos últimos 150 anos, a Madeira colheu a experiência dos centros de artesanato europeus, que depressa desapareceram, e moldou esses estilos num pacote distinto, que em termos de qualidade é insuperável em todo o mundo.

Apesar de o bordado madeirense existir deste o início do povoamento da Madeira (diz-se que as fidalgas bordavam como passatempo, para o enxoval ou para decorar as casas), a grande história começa em 1860 quando Elizabeth Phelps, a filha mais nova de um rico comerciante de vinhos, preocupada com os efeitos da praga do Phyloxera que estava a prejudicar a vida dos produtores de vinho, transformou o bordado numa pequena indústria caseira, deixando de ser um mero passatempo. Usando as suas ligações no estrangeiro e as suas próprias habilidades, principalmente a organização e motivação, começou a vender o trabalho das bordadeiras madeirenses às casas da Inglaterra Victoriana.

Bordadeira madeirense

A indústria, apesar de vibrante no início do século, caiu em declínio durante a Primeira Guerra Mundial (1914-18) embora ainda se tenha mantido como parte importante da economia regional, juntamente com a comercialização do vinho. No entanto, no período pós-guerra, sentiu-se a necessidade de implementar um novo espírito empresarial e de aumentar a qualidade dos bordados. Foi durante este período que se fundaram muitas das firmas ainda hoje existentes - Patrício & Gouveia (1925), Imperial de Bordados (1926) J. A. Teixeira (1937).

Os 40 anos seguintes foram dominados pelo enorme potencial do mercado americano, com o seu auge nos anos 50. Muitas das firmas pertenciam a americanos, incluindo Jabara, Imperial e Mabrag Linens. No século XIX, Inglaterra e Alemanha eram os principais países importadores. Já no século XX, as exportações de Bordado Madeira ganharam uma dimensão mundial. Hoje em dia, os Estados Unidos da América, Inglaterra e Itália são os principais mercados de exportação de Bordado Madeira, reconhecido internacionalmente pelo seu requinte, arte e tradição.

Pin It

Atenção! Este website usa cookies e tecnologias similares

Ao fechar esta mensagem esta a concordar com esta utilização.

I understand