• Germania Airlines

O turismo da Madeira sofreu um rude golpe quando a companhia aérea alemã de baixo custo, Germania, pediu a falência e imediatamente cancelou todos os seus voos, incluindo os da Madeira, a 5 de fevereiro de 2019.

Durante um breve comunicado, o executivo-chefe da companhia aérea Kasten Balke afirmou que vários eventos imprevisíveis, como um aumento acentuado nos preços dos combustíveis durante o verão de 2018, dificuldades na integração de novas aeronaves na frota devido a atrasos e um euro fraco tiveram um impacto negativo sobre a empresa. Eles também foram incapazes de garantir um empréstimo de curto prazo para cobrir os custos imediatos.

Reagindo à notícia do presidente da Madeira, Miguel Albuquerque afirmou que, embora a perda de 106.000 assentos anuais fosse um revés para a Madeira, especialmente porque o mercado alemão é o segundo maior mercado da ilha, o turismo se recuperaria, como aconteceu após o colapso da Monarch, Air Berlin e Niki Lauda Air.

A secretária Regional de Turismo, Paula Cabaço, reiterou a opinião do presidente dizendo que a perda da companhia aérea causará efeitos de curto prazo. No entanto, manteve-se positiva, afirmando que já existem planos para lidar com esta eventualidade e, trabalhando em conjunto com a Aeroportos de Portugal (ANA), poderão encontrar outra companhia aérea para os substituir.

Visitantes que reservaram seus voos através de um agente de viagens, precisam entrar em contato com o seu operador turístico para providenciar o transporte substituto. No entanto, aqueles que reservaram diretamente com a Germania terão que providenciar transporte alternativo.

Pin It

Atenção! Este website usa cookies e tecnologias similares

Ao fechar esta mensagem esta a concordar com esta utilização.

I understand

Últimas Notícias