Uso de máscara deixa de ser obrigatório no exterior e passa a ser recomendado.
Não é necessário usar máscara nas atividades ao ar livre (praia, complexos balneares, acessos ao mar etc).
Restaurantes e bares com esplanadas também não obrigam ao uso de máscara.

 

Última atualização 15 de outubro, 2021
Na Madeira acaba o recolhimento obrigatório e as discotecas reabrem na sexta-feira, 15 de outubro de 2021.
O uso da máscara continua obrigatório em espaços fechados.

Uso de máscara deixa de ser obrigatório no exterior, mas recomendado. Desinfetantes e regras de distanciamento social continuarão a ser aplicadas.
Os locais de diversão noturna e discotecas – reabrem sem restrições (requer certificado de vacinação).
Todas as Atividades Industriais, Comerciais e de Serviços – permanecerão em funcionamento sem restrição de capacidade ou horário de funcionamento (desde que respeitadas as normas sanitárias expedidas pelas autoridades de saúde competentes).
Restaurantes / Bares / Similares – retomam os seus serviços normais sem restrições (desde que respeitadas as normas sanitárias expedidas pelas autoridades de saúde competentes).
Atividades Desportivas – retomam seus serviços normais sem restrições.
As visitas aos lares – passam a ser permitidas sem restrições, desde que respeitadas as regras sanitárias expedidas pelas autoridades de saúde competentes (teste rápido para visitantes continua obrigatório).

Os visitantes que voltam da Madeira para a Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte ou Alemanha não precisam se isolar, mas a prova de um teste PCR negativo ou status de vacinação é exigida no momento da chegada. Os visitantes não vacinados devem ainda passar por um teste de triagem para o novo coronavírus na entrada e cumprir com uma quarentena obrigatória de 10 dias (passageiros totalmente vacinados não serão obrigados a quarentena). Atualização corredores de viagem - GOV.UK.

O corredor verde existente no aeroporto da Madeira foi alargado para viajantes vacinados e recuperados de covid-19. Para serem elegíveis, os viajantes devem apresentar o certificado de vacinação ou comprovativo de recuperação nos últimos 90 dias e devem ser apresentados com antecedência na aplicação madeirasafe.com antes da viagem.

Na Madeira, há a reportar 5 novos casos positivos e 11 novos casos recuperados de covid-19 nas últimas 24 horas.

11 de outubro, 2021
As restrições da Madeira foram prorrogadas até 31 de outubro de 2021.
A maioria das restrições em Portugal continental serão levantadas dia 1 de outubro, e o país será colocado em estado de alerta. As restrições da Madeira serão analisadas após a Festa da Flor. (Vídeo da Festa da Flor 2021)
A Madeira continua em estado de calamidade, e recolher obrigatório até às 2h da manhã. 
Circulação na via Pública – proibida entre as 02h00 e as 05h00 do dia seguinte, incluindo fins-de-semana.
Uso de máscara deixa de ser obrigatório no exterior, mas recomendado. Desinfetantes e regras de distanciamento social continuarão a ser aplicadas.
Todas as Atividades Industriais, Comerciais e de Serviços –  encerramento até à 1:00 hora, com lotação até 2/3.
Restaurantes / Bares / Similares – encerram até à 1:00 hora, lotação até 2/3, (proibido beber no balcão ou em pé, no interior ou na esplanada).

1 de outubro, 2021
Não se esqueça da famosa e vibrante festa da flor, que acontece entre o dia 1 e 24 de outubro, com o tema "Madeira, jardim de esperança", "Muro da Esperança", o cortejo das crianças dia 2 de outubro, e cortejo alegórico dia 3 de outubro. Outras atividades incluídas neste evento são o mercado regional de sabores e exposição das flores, bem como tapetes florais e decorações ao longo da Avenida Arriaga, incluindo concertos de flores de 14 a 17 de outubro, e mais.
A Ilha da Madeira continua na "lista de observação verde" do Reino Unido. O auto-isolamento não é necessário para visitantes que voltam da Madeira para a Inglaterra, País de Gales, Escócia ou Irlanda do Norte; no entanto, será exigida prova de um teste PCR negativo no momento da chegada. Atualização corredores de viagem - GOV.UK.
A Madeira foi reclassificada como "área de alta incidência" pela Alemanha desde 7 de julho de 2021, após ter sido anteriormente classificada como "área de preocupação variante". Os visitantes não vacinados que viajam entre a Madeira e a Alemanha devem ainda ser submetidos a um teste de rastreio para o novo coronavírus na entrada e cumprir uma quarentena obrigatória de 10 dias (os passageiros vacinados não serão obrigados a quarentena).

20 de Setembro
Portugal termina o uso obrigatório de máscaras faciais
ao ar livre a partir desta segunda-feira, 12 de setembro, passando a ser opcional e recomendado em algumas situações, como multidões e por pessoas vulneráveis. (Aqueles infectados com o coronavírus ou que tiveram contatos de risco, bem como aqueles que são mais vulneráveis, devem continuar a usar máscaras.)
A Madeira adotará uma recomendação regional de continuar a usar máscara ao ar livre em quaisquer circunstâncias, a fim de evitar a propagação do COVID-19.

25 de Agosto
O estado de calamidade na Madeira foi renovado, e o recolher obrigatório foi prorrogado por uma hora.

O período de confinamento na Madeira e no Porto Santo prossegue, mantendo-se o recolher obrigatório entre a 01h00 e as 05h00 da manhã seguinte, incluindo fins-de-semana. (Para obter mais informações sobre as novas medidas, consulte a atualização de 14 de junho.)No dia 24 de agosto, há a reportar 43 novos casos positivos e 34 novos casos recuperados de covid-19 na Madeira.

6 de Julho
A Madeira foi reclassificada como uma "área de alta incidência" na Alemanha, onde era anteriormente listada como uma "área de preocupação variante".
A partir de quarta-feira, 7 de julho de 2021, os passageiros não vacinados que viajam entre a Madeira e a Alemanha ainda devem passar por um teste de triagem para o novo coronavírus na entrada e cumprir uma quarentena obrigatória de 10 dias (passageiros totalmente vacinados não serão obrigados a quarentena).
No dia 5 de julho de 2021, há a reportar 9 novos casos positivos e 14 novos casos recuperados de covid-19 na Madeira.

29 de Junho
A Alemanha coloca a Madeira na lista de risco; os passageiros que viajam entre a Madeira e a Alemanha são obrigados a realizar um teste de rastreio para o novo coronavírus à entrada e a cumprir uma quarentena obrigatória de duas semanas com início na terça-feira, 29 de junho de 2021, às 0h00.
A Ilha da Madeira vai ser colocada na "lista de observação verde" do Reino Unido às 4 da manhã de quarta-feira, 30 de junho.
Visite a nossa nova webcam ao vivo na Praia da Calheta ou navegue as nossas webcams da Madeira para encontrar o seu próximo local de férias.
Nas últimas 24 horas, foram registados na Madeira 3 novos casos positivos e 7 novos casos recuperados de covid-19.

24 de Junho
Madeira é um dos 16 destinos adicionados à "lista verde" do Reino Unido de viagens sem quarentena a partir das 4h do dia 30 de junho. Os turistas que retornam da Madeira para a Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte não necessitam isolamento. Atualização corredores de viagem - GOV.UK.
Na próxima semana, estão programados 19 voos do Reino Unido para a Madeira, operados principalmente pela Jet 2 e Easyjet, mas prevê-se que o número de voos aumente rapidamente.
Governo Regional da Madeira confirma teste de PCR obrigatório por mais um mês à chegada aos aeroportos da Região.
De acordo com os dados mais recentes, a Madeira regista 3 novos casos positivos e 8 casos recuperados por covid-19 nas últimas 24 horas.

14 de Junho
O Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, anunciou uma nova flexibilização das medidas restritivas em vigor para o combate à pandemia de Covid-19, que entrará em vigor a 15 de Junho às 00h00.

O recolher obrigatório foi prorrogado por mais uma hora, das 01:00 às 05:00.

Medidas a partir de 15 de junho de 2021:
Circulação na via Pública – proibida entre as 01h00 e as 05h00 do dia seguinte, incluindo fins-de-semana.
Restaurantes / Bares / Similares – encerram até às 0:00 horas, lotação até 2/3. No interior, com capacidade máxima de seis pessoas por mesa e no exterior até dez pessoas por mesa (proibido beber no balcão ou em pé, no interior ou na esplanada).
Todas as Atividades Industriais, Comerciais e de Serviços –  encerramento até às 0:00 horas, com lotação até 2/3.
Estabelecimentos de jogos e Casinos, Bingo ou similar –  encerram às 00h00, com lotação até 2/3.
Casamentos / Baptizados / Eventos Culturais / Outras Festas – capacidade de até 2/3 da capacidade do espaço, seja interior ou exterior (Teste rápido obrigatório para eventos com mais de 100 pessoas, sem limite de idade).
Atividades Desportivas – A partir das 00h00 do dia 15 de junho, é permitido o acesso do público em geral à infraestrutura desportiva para treinos e eventos / competições desportivas, com capacidade até 50%, mantendo sempre o distanciamento social, uso de máscara e desinfeção.
As visitas aos lares – estendendo-se a duração até uma hora, com duas visitas por semana, mas o teste rápido para visitantes continua obrigatório. Será permitida a saída dos utentes dos lares, quer por motivos saúde ou visitas familiares, desde que apresentem teste negativo no regresso.
As tradicionais festas de verão da Madeira continuam proibidas.
Viagens entre Madeira e Porto Santo – As ligações inter-ilhas do corredor verde, os controlos de entrada e saída serão mantidos para os indivíduos que tenham sido vacinados, testados e recuperados até 180 dias.
A partir do dia 21 de junho, apenas um teste rápido negativo, que pode ser feito até 48 horas antes da viagem, será necessário para viajar entre as ilhas da Madeira e Porto Santo.
Auto-testes não serão aceitos.
O uso de máscara, desinfetante e regras de distanciamento social continuarão sendo obrigatórios.

Nas últimas 24 horas, a Madeira regista 8 novos casos positivos e 7 casos recuperados por covid-19. Até à data, existem 9539 casos confirmados, 72 óbitos e 9396 casos recuperados, perfazendo um total de 71 casos ativos, dos quais 19 são importados e 52 são casos de transmissão local.

12 de Junho
A Ilha da Madeira continua na lista amarela do Reino Unido e os turistas que regressam à Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte vindos da Madeira serão obrigados a ficar de quarentena em casa durante 10 dias como parte das restrições COVID-19, de acordo com as orientações descritas na lista amarela.

O governo alemão retira a Madeira da lista de regiões de risco Covid-19, e os visitantes deixaram de estar sujeitos à quarentena no regresso ao país a partir de domingo, 13 de junho de 2021, às 0h00.

De acordo com o presidente do Governo Regional, o recolher obrigatório na Madeira e no Porto Santo deverá ser prorrogado por mais uma hora.
Somente na próxima segunda-feira, 14 de junho, será divulgado o ajuste às novas medidas.

A Madeira continua em estado de calamidade sendo o recolher obrigatório a vigorar entre as 00h00 e as 05h00 da manhã seguinte, incluindo fins-de-semana.
Medidas a partir de 2 de maio:
Circulação na via Pública – proibida entre as 00h00 e as 05h00 do dia seguinte, incluindo fins-de-semana.
Todas as Atividades Industriais, Comerciais e de Serviços - encerramento às 22h00 (Com exceção das farmácias, clínicas, consultórios, veterinárias, postos de abastecimento e entrega ao domicílio de gás medicinal e oxigénio).
Restaurantes / Bares e Similares – devem encerrar às 23h00, lotação até 50%, respeitar o distanciamento social, cinco pessoas por mesa dentro e fora (proibido beber no balcão ou em pé, no interior ou na esplanada).
Casamentos / Baptizados e outras Festas – lotação até 50%, regras de segurança e distanciamento social, lotação máxima seis pessoas por mesa no interior e no exterior (não inclui crianças com idade inferior a 12 anos). Tudo respeitando o horário de encerramento dos estabelecimentos comerciais às 22h00 e do recolher obrigatório às 23h00.
Supermercados e Estabelecimentos Comerciais – lotação até 50%, mantendo-se as medidas de proteção e segurança.
Ginásios – capacidade até 50%, aulas em grupo permitidas no interior até cinco pessoas.
Espaços de Culto – as pessoas devem cumprir regras de distanciamento social, limitando a capacidade a um terço (evitar convívios no adro ou espaço comum).
A Administração Pública – volta ao seu horário normal de funcionamento a partir do dia 3 de maio.
Atividades Desportivas – será permitida a prática das atividades físicas individuais de lazer e de competição (considerados de baixo risco)
Empresas de Entretenimento Turístico - podem transportar até 100% de sua capacidade se todos os ocupantes tiverem sido vacinados ou recuperados da Covid-19.
Praias, Complexos Balneares e Parques Infantis - reabrem na época balnear com lotação reduzida, mantendo as suas regras gerais de segurança, distanciamento social e higiene dos espaços (duches interiores e vestiários permanecem fechados).
Os Centros de Dia, Centros Sociais e Comunitários reabrem a partir de 1 de junho de 2021.

Por apenas 20 euros, os não residentes podem fazer o teste rápido Covid-19 em qualquer uma das tendas montadas no centro do Funchal.

4 de Junho
Portugal foi retirado da lista verde do Reino Unido (incluindo a Madeira e os Açores)
e passará para a “lista amarela” a partir das 4h00 de terça-feira, dia 8 de junho, anunciado pelo Ministro dos Transportes, Grant Shapps. A decisão foi tomada em consequência de um aumento de casos de COVID-19 e de uma possível nova mutação da variante Delta (indiana) detetada em Portugal. 

27 de maio
A Ilha da Madeira continua no corredor de viagens “lista verde” do Reino Unido. Os viajantes que regressam à Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha vindos da Ilha da Madeira não é obrigatório o confinamento, embora seja exigida prova de um teste PCR negativo no regresso. A ilha continua a ser um destino seguro a visitar e tem uma das menores taxas de infeção da Europa. Atualização corredores de viagem - GOV.UK

Novas alterações nas medidas da Covid-19 foram confirmadas. Bares/Restaurantes poderão permanecer abertos até as 23h e o recolher obrigatório foi estendido para 00h00 - 05h00.

17 de maio
A partir de hoje, as fronteiras entre Portugal, Europa e Reino Unido reabrem e os turistas regressam em busca de sol e aventura.
Os primeiros turistas chegaram hoje ao Porto Santo e à Ilha da Madeira com alegria após meses de confinamento.
Os viajantes do Reino Unido obtêm luz verde para viajarem para a Madeira e ficam isentos da quarentena, embora seja exigida prova de um teste PCR negativo no regresso.
As novas alterações às medidas Covid-19 serão decididas na quinta-feira. No entanto, o Governo referiu que a partir de sexta-feira os restaurantes poderão ficar abertos até às 23h00 e o recolher obrigatório adiado para as 00h00 às 05h00.
A Madeira regista hoje 9 novos casos positivos e 21 casos recuperados por covid-19 nas últimas 24 horas.

7 de maio
Boas notícias para os viajantes internacionais. O governo do Reino Unido acaba de confirmar que Portugal, incluindo Madeira e Açores, como um dos 12 países a regressar à lista verde a partir das 04h, segunda-feira, 17 de maio.
Os turistas que regressam à Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte vindos da Ilha da Madeira não necessitam isolamento, embora sejam necessários testes COVID-19 antes e depois da viagem.
A Região continua o seu plano de vacinação, desta vez para os profissionais que servem no sector do turismo e das pessoas com doenças raras. No passado sábado 100.000 foi o número de vacinas administradas contra o covid-19 na Madeira.
A Madeira encontra-se em estado de calamidade pelo período de 15 dias, sendo o recolher obrigatório a vigorar entre as 23h00 e as 05h00 da manhã seguinte, incluindo fins-de-semana.
A Madeira regista 15 novos casos positivos e 38 casos recuperados por covid-19 nas últimas 24 horas.

26 de abril
O Presidente da Madeira, Miguel Albuquerque, anunciou alívio das restrições da COVID-19.
Atualmente, o recolher obrigatório vigora nos dias úteis entre as 19h00 e as 05h00 do dia seguinte e aos fins-de-semana entre as 18h00 e as 05h00 do dia seguinte (sábados e domingos e feriados).
As atividades comerciais, restaurantes, bares e estabelecimentos similares encerram às 18h00 durante a semana e às 17h00 aos fins-de-semana (sábados e domingos e feriados).
A partir das 00h00 do dia 27 de abril, entram em vigor as seguintes medidas:
Espectáculos, conferências e eventos culturais poderão ser realizados com lotação reduzida em até 50% do espaço, sempre mantendo-se o distanciamento social.
As visitas aos lares estendendo-se a duração até uma hora, com duas visitas por semana.
Os residentes, estudantes e emigrantes da Madeira e do Porto Santo que entrem na região por via aérea ou marítima devem passar por um procedimento de dupla testagem à chegada e ao 5º dia.
A partir das 00h00 do dia 2 de Maio (Domingo) o recolher obrigatório entra em vigor entre as 23h00 e as 05h00 do dia seguinte, incluindo fins de semana.
A circulação na via públicas é proibida entre as 23h00 e as 05h00 do dia seguinte, incluindo fins-de-semana.
Todas as atividades comerciais, restaurantes, bares e estabelecimentos similares devem encerrar às 22h00 (lotação até 50% e precauções de segurança).
A administração pública regional volta ao seu horário normal de funcionamento a partir do dia 3 de maio.

Nas últimas 24 horas, a Madeira regista 16 novos casos positivos e 26 casos recuperados por covid-19. Até à data, existem 8895 casos confirmados, 71 óbitos e 8569 casos recuperado, perfazendo um total de 264 casos ativos, dos quais 18 são importados e 246 são casos de transmissão local.

16 de abril
O período de confinamento na Madeira e no Porto Santo prolonga-se até 26 de abril, mantendo-se o recolher obrigatório:
Circulação proibida nas vias públicas e recolher obrigatório - durante os dias de semana entre as 19h00 e as 05h00
do dia seguinte e nos fins de semana entre as 18h00 e 05h00 do dia seguinte (sábados, domingos e feriados).
Uso obrigatório de máscara em todos os espaços públicos, incluindo crianças a partir dos 6 anos.
As atividades industriais, comerciais e de serviços continuarão a operar nas condições necessárias, mas deverão encerrar às 18h00 nos dias de semana e às 17h00 nos finais de semana (sábados, domingos e feriados).
Os restaurantes, bares e estabelecimentos similares devem encerrar às 18h nos dias de semana (segunda a sexta-feira) e às 17h nos finais de semana (sábados, domingos e feriados). Será permitido o funcionamento até às 22h, exclusivamente para a confecção de refeições, somente para entrega ao domicílio. (Somente profissionais associados à entrega de refeições podem circular após do recolher obrigatório, até às 22h, com a devida identificação).

13 de abril
Miguel Albuquerque anuncia na apresentação da nova 'marca Madeira', de que a reabertura total e a Festa da Flor serão realizados em outubro de 2021, após cerca de 70% da população ter sido vacinada.
O plano é rever as restrições e tomar medidas de aligeirar o recolher obrigatório nas próximas duas semanas, após que todos os alunos forem testados e todos os professores vacinados.Os alunos estão de volta à escola e todos serão apoiados por um programa de teste rápido covid-19.

8 de abril
Os alunos estão de volta às aulas após o período da Páscoa, o ensino secundário a partir do dia 8 de abril e o 3º ciclo a partir do dia 12 de abril, todos serão apoiados por um programa de teste rápido covid-19.
O Governo Regional pretende rever algumas restrições até ao final do mês, uma vez que todos os professores estejam vacinados e todos os alunos sejam testados.
Com base nos últimos dados divulgados hoje, a Madeira regista 24 novos casos positivos de covid-19 e 29 casos recuperados nas últimas 24 horas.

31 de março
De acordo com os dados divulgados quarta-feira, 31 de março, a Madeira regista 22 novos casos positivos e 37 casos recuperados por covid-19 nas últimas 24 horas. Até à data existem 8378 casos confirmados, 71 óbitos e 7896 casos recuperados, perfazendo um total de 411 casos ativos, dos quais 20 são importados e 391 são casos de transmissão local.

30 de março
As visitas a lares de idosos serão permitidas a partir de 30 de março.
Até hoje, a Madeira regista 24 novos casos positivos e 76 casos recuperados por covid-19 nas últimas 24 horas. Até o momento, são 8356 casos confirmados, 71 óbitos e 7859 casos recuperados, perfazendo um total de 426 casos ativos, dos quais 19 são importados e 407 são casos de transmissão local.

22 de março
Madeira retirada da lista vermelha de viagens COVID-19 da Inglaterra às 4 da manhã de sexta-feira, 19 de março de 2021. Os viajantes que regressam à Inglaterra vindos da Ilha da Madeira poderão ficar em quarentena em casa, em vez de num hotel. Atualização corredores de viagem - GOV.UK
As medidas de confinamento da Covid-19 começam a diminuir na Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, e terminam a 31 de março. A proibição de viagens internacionais continuará até pelo menos 17 de maio.
A Madeira continua na lista de risco para a Alemanha, os passageiros que viajam entre a Madeira e a Alemanha são obrigados a realizar um teste de rastreio para o novo coronavírus à entrada no país.

15 de março
Portugal, incluindo a Madeira e os Açores,
serão retirados da lista vermelha de viagens COVID-19 da Inglaterra às 4 da manhã de sexta-feira, 19 de março de 2021. Os viajantes que regressam da Ilha da Madeira à Inglaterra poderão ficar em quarentena em casa, em vez de num hotel. Atualização corredores de viagem - GOV.UK
As regras de lockdown nacional ainda estão em vigor na Inglaterra, viagens ao exterior são proibidas, exceto por razões excecionais. O dia 17 de maio poderá ser a proxima data em que os ingleses poderão viajar para o exterior em férias.
A Madeira continua na lista de risco para a Alemanha, os passageiros que viajam entre a Madeira e a Alemanha são obrigados a realizar um teste de rastreio para o novo coronavírus à entrada no país.
Portugal prolonga a proibição de voos comerciais ou privados entre Portugal continental e o Reino Unido até 31 de março.
O corredor verde existente no aeroporto da Madeira foi agora alargado para viajantes vacinados e recuperados de covid-19. Para serem elegíveis, os viajantes devem apresentar o certificado de vacinação ou comprovante de recuperação nos últimos 90 dias, e devem ser apresentados com antecedência ao app madeirasafe.com antes da viagem.

De acordo com os dados, divulgados terça-feira pelas autoridades regionais de saúde, a Madeira regista 23 novos casos positivos e 58 casos recuperados por covid-19 nas últimas 24 horas. Até à data, existem 7.901 casos confirmados, 67 óbitos e 7.175 casos recuperados, perfazendo um total de 659 casos ativos, dos quais 17 são importados e 642 são casos de transmissão local.


12 de março
O Governo Regional prorroga até 22 de março as mesmas medidas implementadas a 13 de janeiro e referiu ainda que não haverá grandes alterações para a Páscoa.
Circulação proibida nas vias públicas e recolher obrigatório - durante os dias de semana entre as 19h00 e as 05h00 do dia seguinte e nos fins de semana entre as 18h00 e 05h00 do dia seguinte (sábados, domingos e feriados).
Uso obrigatório de máscara em todos os espaços públicos, incluindo crianças a partir dos 6 anos.
As atividades industriais, comerciais e de serviços continuarão a operar nas condições necessárias, mas deverão encerrar às 18h00 nos dias de semana e às 17h00 nos finais de semana (sábados, domingos e feriados).
Os restaurantes, bares e estabelecimentos similares devem encerrar às 18h nos dias de semana (segunda a sexta-feira) e às 17h nos finais de semana (sábados, domingos e feriados). Será permitido o funcionamento até às 22h, exclusivamente para a confecção de refeições, somente para entrega ao domicílio. (Somente profissionais associados à entrega de refeições podem circular após do recolher obrigatório, até às 22h, com a devida identificação).
Todas as escolas da Região Autónoma da Madeira estão encerradas aos alunos do 3º ciclo e do ensino secundário até dia 22 de março.
Atividades desportivas nos clubes e infraestruturas desportivas em todos os concelhos da região a partir do dia 11 de março aberta a toda a população. (para mais informações ver atualização de 12 de janeiro).

15 de fevereiro
Entre hoje e sexta-feira
, o governo regional implementou medidas mais restritivas para controlar o surto de covid-19 durante o Carnaval na Madeira e no Porto Santo.
Circulação proibida nas vias públicas e recolher obrigatório entre as 18h00 e as 05h00 e fecho às 17h00 das atividades industriais, comerciais e de serviços. (Para mais detalhes ver atualização de 12 de janeiro abaixo).
De acordo com os dados mais recentes, a Madeira regista 60 novos casos positivos e 58 casos recuperados por covid-19 nas últimas 24 horas. Até à data, existem 6.398 casos confirmados, 62 óbitos e 4.704 pessoas recuperadas, perfazendo um total de 1.632 casos ativos, dos quais 43 são importados e 1589 são casos de transmissão local. Postos onde poderão fazer o teste à covid-19.
Pode sempre consultar as nossas webcams ao vivo para ver o que se passa no Funchal.

2 de fevereiro
Portugal
está em novo estado de emergência de 31 de janeiro a 14 de fevereiro com medidas mais restritivas para conter a COVID-19. Mais informações sobre as novas medidas aqui.
O período de confinamento na Madeira estendeu-se até 21 de fevereiro, com o recolher obrigatório em vigor.
Circulação proibida nas vias públicas e recolher obrigatório durante os dias de semana entre as 19h00 e as 05h00 do dia seguinte e aos fins-de-semana entre as 18h00 e as 05h00 do dia seguinte. (ver atualização de 12 de janeiro).
A Madeira regista 61 novos casos positivos, 149 casos recuperados e mais 1 óbito por covid-19 nas últimas 24 horas. Até à data, são 5239 casos confirmados, 46 óbitos e 3300 pessoas recuperadas, perfazendo um total de 1893 casos ativos, dos quais 91 são importados e 1802 casos de transmissão local.

15 de janeiro
Madeira retirada da lista de isentos de corredores de viagens a partir das 4h de sexta-feira, dia 15 de janeiro.
A partir das 4h do dia 18 de janeiro de 2021, o teste do Coronavírus deve ser feito antes de viajar para a Inglaterra. Se não fornecer prova de um resultado negativo do teste, não poderá embarcar e poderá ser multado em £ 500 à chegada.
Portugal Continental renova Estado de Emergência. Novas regras de recolher obrigatório entrarão em vigor entre as 00h00 de sexta-feira, 15 de janeiro, e as 23h59 de 30 de janeiro. Ver aqui mais informações sobre as novas medidas.
Na Madeira, o governo regional não vai alterar as regras, mantendo-se as mesmas medidas implementadas a 13 de Janeiro. 
Circulação proibida nas vias públicas e recolher obrigatório durante os dias de semana entre as 19h00 e as 05h00 do dia seguinte e aos fins-de-semana entre as 18h00 e as 05h00 do dia seguinte. (ver atualização de 12 de janeiro).

14 de janeiro
Proibidas as viagens entre Portugal e Reino Unido, incluindo a Madeira a partir das 4h do dia 15 de janeiro corredor fechado. Cidadãos britânicos, irlandeses e de países terceiros com direitos de residência no Reino Unido podem entrar, mas são obrigados a isolamento por 10 dias na chegada.
Com base nos últimos dados divulgados, a Madeira regista 111 novos casos positivos de covid-19, 38 novas recuperações e mais 1 óbito nas últimas 24 horas.

12 de janeiro
O presidente da Madeira, Miguel Albuquerque, implementou novas medidas de controlo para o combate ao surto de coronavírus, que entram em vigor a partir das 00h00 de quarta-feira 13 de janeiro até ao final do mês 31 de janeiro.

As novas medidas restritivas são:
Circulação proibida nas vias públicas e recolher obrigatório
durante os dias de semana entre as 19h00 e as 05h00 do dia seguinte.
Circulação proibida nas vias públicas e recolher obrigatório durante os fins-de-semana entre as 18h00 e as 05h00 do dia seguinte (sábados e domingos e feriados).
As atividades industriais, comerciais e de serviços permanecerão em funcionamento com os devidos condicionamentos, mas terão de encerrar às 18h00 durante os dias de semana e encerrar às 17h00 aos fins-de-semana (sábados e domingos e feriados).
Os restaurantes, bares e similares encerram às 18h00 durante a semana (de segunda a sexta-feira) e às 17h00 aos fins-de-semana (sábados, domingos e feriados). Os restaurantes durante os dias da semana (de segunda a sexta-feira) será permitido o funcionamento até às 22h, exclusivamente para a confecção de refeições, para takeaway e entrega ao domicílio. (Somente profissionais associados à entrega de refeições podem circular após do recolher obrigatório, até às 22h, com a devida identificação). Com exceção de farmácias, clínicas e consultórios médicos e veterinários, postos de abastecimento de combustível e Serviços de oxigénio e gases medicinais ao domicílio.
Estabelecimentos de Ensino suspensas até 31 de janeiro para alunos do 3º Ciclo e do Ensino Secundário. Todos os restantes níveis de ensino: Creches / Jardins de Infância / Pré-escolar / 1º Ciclo, 2º Ciclo, Ensino Profissional e Educação Especial mantêm suas atividades de forma presencial.
As atividades desportivas nos clubes e infraestruturas desportivas em todos os concelhos da região encontram-se suspensas até 31 de Janeiro, com exceção das equipas séniores das modalidades coletivas que participem em competições nacionais regulares.
O teletrabalho na administração pública regional deve prosseguir até 31 de janeiro.
Os estabelecimentos de jogos de Fortuna ou Azar, Casinos, Bingo ou ou similares, encerram às 17h00 nos fins de semana de 16 e 17/23 e 24 e 30 e 31 de Janeiro.

8 de janeiro 
O Estado de Emergência em Portugal foi prolongado até 15 de janeiro.
O Governo Regional da Madeira impõe recolher obrigatório às 18h00 nos próximos dois fins-de-semana (9-10 e 16-17 de Janeiro).
Nos próximos dois fins de semana todos os estabelecimentos comerciais, cafés, bares, restaurantes e espaços de culto encerram às 17:00. Takeaway e entregas ao domicílio encerram às 18:00.
Além do mais, todos os estabelecimentos comerciais, incluindo grandes armazéns e supermercados, encerram às 17h00 e abrem às 8h00 ”, à exceção das farmácias, clínicas, consultórios, e postos de abastecimento de combustível.
A circulação em vias públicas é agora proibida entre as 18h00 e as 05h00 do dia seguinte.

De acordo com os dados divulgados quinta-feira pelas autoridades regionais de saúde, a Madeira regista 77 casos confirmados, 2 óbitos e 39 recuperações, perfazendo assim um total de 1027 casos ativos, dos quais 181 são importados e 846 casos de transmissão local.

A Alemanha coloca a Madeira na lista de risco, os passageiros que viajam entre a Madeira e a Alemanha são obrigados a realizar um teste de rastreio para o novo coronavírus à entrada no país.

A lista de corredores de viagem permanece a mesma, os viajantes que retornam da Madeira à Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte não necessitam isolamento. Atualização corredores de viagem - GOV.UK


4 de janeiro de 2021

O presidente da Madeira, Miguel Albuquerque, emite novas medidas para conter a propagação do aumento do coronavírus. A partir das 00h de terça-feira, 5 de Janeiro, estão em vigor medidas mais restritivas para toda a Região Autónoma da Madeira.

A circulação nas vias públicas é proibida entre 23h e 5h, com exceção da deslocações de profissionais de saúde, forças de segurança, agentes de proteção civil, militares, inspetores, assistência médico-veterinária urgente, passeios de curta duração e de animais de estimação, deslocações de passageiros de e para o aeroportos, transporte público, táxis e TVDE. Uso obrigatório de máscara em todos os espaços públicos.
As visitas aos lares estão suspensas até 15 de janeiro. O plano de vacinação de seus profissionais e utentes já está em andamento.
A administração pública regional vai reduzir o trabalho ao mínimo e optando, se possível, pelo teletrabalho, até 15 de janeiro.
As escolas do Funchal, Câmara de Lobos e Ribeira Brava e Porto Santo ficarão suspensas até 10 de janeiro de 2021.
Bares, restaurantes e takeaway encerram às 22h30. É proibida a reunião de mais de 5 pessoas (exceto família). É proibida a realização de celebrações e outros eventos que envolvam aglomeração de mais de 5 pessoas (excetoao mesmo agregado familiar) inclusive em áreas de restauração de centros comerciais e restaurantes, cafés, e pastelarias a 300 m das escolas.
Espaços de Culto, as pessoas devem cumprir regras de distanciamento social, limitando a capacidade a um terço. Após o serviço, as pessoas devem regressar a casa e evitar convívios no adro ou espaço comum.
Estão também suspensas todas as atividades desportivas dos clubes e infraestruturas desportivas dos concelhos de Porto Santo, Ribeira Brava, Câmara de Lobos e Funchal, com exceção das equipas sénior das modalidades coletivas que participem em competições nacionais regulares.
Viagens entre Madeira e Porto Santo: O controlo da temperatura e o uso de máscara são obrigatórios à saída e à chegada a todos os passageiros, quer por via aérea, quer marítima. O passageiro deverá apresentar exame laboratorial negativo realizado do período máximo de 72 horas ou deve realizá-lo na chegada, devendo permanecer em isolamento, no respetivo domicílio ou hotel até que seja obtido resultado negativo. Os residentes no Porto Santo que se desloquem para o Funchal há menos de cinco dias são submetidos a um teste cinco dias após o regresso. Os não residentes que entram no Porto Santo e permanecem até sete dias só devem apresentar teste negativo efetuado nas últimas 72 horas à chegada, mas se permanecerem mais de sete dias, devem repeti-lo também entre o quinto e o sétimo dia.
A fiscalização também será reforçada, de forma a cumprir as regras em toda a Região.

Com base nos últimos dados divulgados hoje, a Madeira regista 110 novos casos positivos de covid-19, 31 novas recuperações e mais 2 óbitos nas últimas 24 horas.
A Madeira permanece na lista de corredores de viagens seguras, portanto, os viajantes que retornam da Madeira à Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha não necessitam isolamento. 

31 de dezembro 2020
Vacinação na Madeira contra covid-19 prevista para hoje, 31 de dezembro de 2020. Na primeira fase, 50 mil pessoas serão vacinadas.
Restrições permanecem em vigor aos voos com partida do Reino Unido. Apenas portugueses e cidadãos nacionais ou cidadãos legalmente residentes em Portugal estão autorizados a entrar em Portugal vindos do Reino Unido. Os passageiros deverão apresentar teste laboratorial negativo na chegada ou fazer o teste no aeroporto e permanecer isolados, nos termos definidos pelas autoridades sanitárias.
A lista de corredores de viagens seguras permanece a mesma para a Madeira. Os viajantes que retornam à Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha não necessitam isolamento.

22 de dezembro
Portugal impõe novas restrições aos voos com partida do Reino Unido a partir das 00h00 de segunda-feira, 21 de dezembro de 2020, após a identificação de uma nova variante do SARS-CoV-2 naquele país.
Até nova ordem, apenas podem entrar em Portugal cidadãos nacionais ou cidadãos legalmente residentes em Portugal, desde que apresentem comprovativo de realização de teste laboratorial de rastreio negativo ao SARS-Cov-2.
Os cidadãos que não sejam portadores de comprovativo do resultado negativo do teste serão encaminhados para realizar o teste no aeroporto à chegada e terão de ficar em isolamento, nos termos definidos pelas autoridades de saúde.
A Madeira permanece na lista de corredores de viagens seguras, portanto, os viajantes que regressam da Madeira à Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha não necessitam isolamento.

10 de dezembro
A Madeira continua na lista de corredores de viagens seguras, portanto, os turistas que regressam à Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha não necessitam isolamento. A ilha continua a ser um dos destinos mais seguros com a taxa de infeção por covid-19 mais baixa da Europa.

3 de dezembro
O bloqueio nacional na Inglaterra foi suspenso e as pessoas mais uma vez podem viajar. As companhias aéreas começaram a retomar os voos para a Ilha da Madeira e os hotéis já sentem um aumento das reservas.
A Madeira continua a estar no corredor aéreo com o Reino Unido, portanto, os viajantes que retornam à Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha não necessitam isolamento. A ilha continua a ser o destino mais seguro para visitar neste Natal com a taxa de infeção por covid-19 mais baixa da Europa.

24 de novembro
A Inglaterra está reduzindo drasticamente o período de quarentena para pessoas que chegam da maioria dos destinos, uma mudança que potencialmente abrirá as portas para os britânicos que desejam fazer férias no exterior. A partir de 15 de dezembro, os viajantes que regrassem à Inglaterra terão que isolar-se apenas cinco dias, em vez dos atuais 14.
De acordo com as novas regras, todas as chegadas internacionais de destinos ausentes da lista de corredores de viagens da Inglaterra terão a opção de fazer um teste Covid-19 após ficarem em quarentena por um período mais curto.
Aqueles que receberem um resultado negativo terão permissão para evitar o autoisolamento, mas devem continuar a seguir as regras domésticas da Covid-19.
O esquema de "teste e liberação" exige que os passageiros que chegam à Inglaterra de avião, ferry ou trem façam a reserva e paguem pelo teste. Não está claro se o esquema irá cobrir o resto do Reino Unido.
A Ilha da Madeira tem um corredor aéreo com o Reino Unido, portanto, não é obrigatório o confinamento quando regressam a casa, a Madeira tem uma das mais baixas taxas de infeção por covid-19 da Europa.

13 de novembro
Os voos da Inglaterra para a Madeira foram reduzidos ou temporariamente suspensos até 2 de dezembro. No Reino Unido só são permitidas deslocações para o trabalho, assistência ou educação, no entanto a decisão de voos internacionais será tomada no final de novembro. Os viajantes que regressam à Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha vindos da Ilha da Madeira não é obrigatório o confinamento. A Madeira continua a ser um destino seguro a visitar e tem uma das mais baixas taxas de infeção da Europa.

9 de novembro
Portugal inicia novo estado de emergência a partir das 00h00 de hoje, 9 de novembro, durante 15 dias.
A Madeira regista 9 novos casos positivos, 10 casos recuperados e mais 1 óbito por covid-19 nas últimas 24 horas. Até à data, são 540 casos confirmados, 2 óbitos e 342 pessoas recuperadas, perfazendo um total de 196 casos ativos, dos quais 144 são importados e 52 casos de transmissão local.

5 de novembro
Como a Europa continua a ver casos crescentes de infeções por coronavírus, o novo lockdown para a Inglaterra começa esta quinta-feira, de 5 de novembro a 2 de dezembro de 2020. Viajar dentro do Reino Unido e para o exterior não será permitido, exceto para trabalho, cuidados ou educação. Cidadãos do Reino Unido e residentes no exterior podem voltar para casa e para os viajantes que regressam da Ilha da Madeira para a Inglaterra não é obrigatório o confinamento. Regras diferentes aplicam-se ao País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha, no entanto, para os viajantes que regressam da Ilha da Madeira não é necessário isolamento. A Madeira continua a ser o local mais seguro para visitar e tem uma das mais baixas taxas de infeção da Europa.

4 de novembro
O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, anuncia em conferência de imprensa as novas medidas de prevenção e controlo para conter a segunda vaga da pandemia, que entram em vigor sexta-feira, 6 de novembro de 2020, às 00h00, por um período de 30 dias.

As novas medidas de prevenção são:

Uso obrigatório de máscara em todos os espaços públicos, incluindo crianças a partir dos 6 anos.

Os Bares e estabelecimentos similares devem estar fechados até meia-noite.
A fiscalização pela PSP, GNR, ARAE será reforçada, bem como a implementação de medidas de proteção: Uso de máscara, desinfetante de mãos à base de álcool, distanciamento social e proibição de encontros de mais de 5 pessoas (exceto familiares). A fiscalização também será reforçada no exterior dos mesmos, de forma a cumprir as regras.

As Discotecas e todas as competições/modalidades regionais estão suspensas por um período de 30 dias.

Restaurantes e similares devem fechar até as 23h.
A fiscalização também será reforçada, de forma a cumprir regras de distanciamento social, uso de máscara e higiene. É proibida a reunião de mais de 5 pessoas (exceto família).

Ginásios, Cabeleireiros, Casino, Atividades Marítimo Turísticas e Parques Infantis deverão reduzir sua capacidade para 50%.

A fiscalização à saída das escolas será reforçada para evitar ajuntamentos com mais de 5 pessoas, por parte dos alunos, obrigatoriedade de uso da máscara, em jovens com mais de 6 anos.

Viagens entre Madeira e Porto Santo: a medição da temperatura e a utilização de máscara são obrigatórios à saída e à chegada a todos os passageiros, quer por via aérea, quer marítima.

São proibidas reuniões de grupo e bebidas alcoólicas na via pública.

Espaços de Culto, as pessoas devem cumprir as regras de distanciamento social, limitando a capacidade para um terço, é necessário desinfetante para as mãos à base de álcool antes de entrar na igreja e o uso de máscara é obrigatório. Após o serviço, as pessoas devem regressar a casa e evitar convívios no adro ou espaço comum.

Transportes Coletivos Públicos, Privados e Escolares: Redução da lotação para 2/3 da sua capacidade máxima.

Regresso dos Estudantes para o Natal: os alunos que regressem à Região para passar o Natal com a família serão testados na chegada, deverão observar o isolamento recomendado e serão testados novamente entre o 5º e o 7º dia.

Também foram reforçadas as medidas de controlo nos espaços da Administração Pública, Loja do Cidadão e outros espaços de serviço público.

A fiscalização em espaços públicos e comerciais será reforçada.

Última atualização 2 de novembro
1 de novembro Madeira anuncia a primeira morte devido a COVID-19, uma senhora de 97 anos com graves problemas de saúde que se encontrava internada no Hospital Dr. Nélio Mendonça desde 27 de outubro. Até à data, são 455 casos confirmados, 283 pessoas recuperaram, perfazendo um total de 172 casos ativos, dos quais 147 são importados e 25 são casos de transmissão local.

30 de outubro
Para os viajantes que regressam à Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha vindos da Ilha da Madeira, não é obrigatório o confinamento. A Madeira não teve nenhum óbito por Covid19 e tem uma das mais baixas taxas de infeção da Europa.

22 de outubro
Boas notícias novamente esta semana. Com base na avaliação atual dos riscos da COVID-19, para os viajantes que retornam da Ilha da Madeira para a Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte e Alemanha não é obrigatório confinamento. A Madeira não teve nenhum óbito devido à Covid19 e tem até agora uma das menores taxas de infeção da Europa.

15 de outubro
Boas notícias novamente esta semana para os viajantes que regressam à Inglaterra, País de Gales e Escócia. Não é necessário isolamento, pois a Madeira ainda tem uma das mais baixas taxas de infeção da Europa e nenhum óbito registado. A Madeira é sempre Verão e tem muitos restaurantes e bares com esplanadas ao ar livre. A Alemanha tem também um corredor aéreo com a Ilha da Madeira como a maioria dos países europeus.

9 de outubro
Boas notícias para os viajantes que regressam da Madeira à Inglaterra, País de Gales e Escócia. Não é necessário isolar, pois a Madeira tem uma das mais baixas taxas de infecção da Europa e nenhum óbito registado.

2 de outubro
Boas notícias para os viajantes que regressam da Madeira à Inglaterra, País de Gales e Escócia. Não é necessário isolar, pois a Madeira tem uma das mais baixas taxas de infecção da Europa.

24 de setembro
Não há necessidade de se isolar após o regresso a Inglaterra e ao País de Gales vindos da Ilha da Madeira. Ver atualização abaixo do dia 11.

17 de setembro
Viajantes do Reino Unido (Inglaterra e País de Gales) provenientes de férias na Madeira não têm necessidade de permanecer em quarentena após o regresso a casa.

11 de setembro
Os turistas que regressam à Inglaterra e ao País de Gales vindos da Ilha da Madeira não precisam de realizar o período de quarentena. As informações da Escócia para o retorno de turistas são um pouco confusas no momento. A Ilha da Madeira não teve nenhum óbito registado de Covid19 e tem até agora uma das menores taxas de infeção da Europa. As máscaras devem ser usadas em centros comerciais, transportes públicos, etc., mas não ao ar livre, conforme relatado anteriormente.

20 de agosto
As regras de quarentena para viagens entre a Inglaterra e Portugal foram suspensas. A partir das 4 horas do dia 22 de Agosto 2020, Portugal será adicionado à lista de viagens seguras do Reino Unido e o auto-isolamento não será necessário. 

3 de julho
Os turistas britânicos receberam luz verde para viajar para a Ilha da Madeira e ficar isentos de quarentena. A boa notícia foi anunciada hoje, 3 de julho, pelo Ministério das Relações Exteriores britânico.
A nova regra de viagem entrará em vigor a partir do dia 10 de julho e dará um impulso bem-vindo aos milhares de turistas britânicos que são visitantes regulares da sempre Ilha de Verão.
A Madeira não teve nenhum óbito devido à pandemia de covid-19 e tem uma das mais baixas taxas de infeção registadas na Europa.
https://www.gov.uk/foreign-travel-advice/portugal

1 de junho
Após teste dos passageiros vindos de um voo da TAP para a Madeira, um dos mesmos acusou positivo. Todos os passageiros e tripulação estão agora em quarentena durante 14 dias. Atualmente, não há registo de novos casos de infeção há 26 dias entre a população da ilha da Madeira.

Madeira e Porto Santo serão reabertos ao Turismo no dia 1 de julho, data em que a quarentena obrigatória é eliminada.

31 de maio
Madeira sem novos casos de Covid-19 há 26 dias consecutivos e nenhum óbito registado. O total acumulado de casos confirmados permanece em 90, com 76 casos recuperados, elevando o número total de 14 casos ativos de infeção.

A partir do dia 1 de junho de 2020 até o dia 30 de junho de 2020 - Para evitar a quarentena obrigatória de 14 dias, todos os viajantes que entram na Madeira e no Porto Santo devem apresentar um teste de PCR, emitido no máximo 72 horas antes da data da viagem, confirmando que não sejam portadores para a doença COVID-19.

Os locais de diversão noturna na Madeira, clubes e bares com esplanadas e espaços ao ar livre reabrem a partir de segunda-feira, dia 1 de junho, com capacidade máxima de 50%, com restritas precauções de segurança. As discotecas só podem estar abertas até às 2 da madrugada.

A maioria dos centros comerciais e serviços reabre ao público, restaurantes e bares podem reabrir a partir do dia 18 de maio.

As viagens turísticas internacionais devem começar por volta do final de junho, e muitos hotéis e resorts devem reabrir em julho.

As praias, parques, jardins estão agora abertos ao público e todas as restrições à circulação rodoviária foram levantadas.

14 de maio
Desde o início da pandemia, a Madeira teve um total de 90 casos positivos de COVID-19 e 59 casos recuperados, elevando o número total de 31 casos ativos de infeção na Região. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19.

13 de maio
É o sétimo dia consecutivo sem novos casos confirmados da doença na Madeira, com o total permanecendo em 90. Enquanto, 55 pessoas já recuperaram, perfazendo um total de 35 casos ativos. Não houve nenhum óbito registado.

12 de maio
Pelo sexto dia consecutivo, não há casos positivos da covid-19 e nenhum óbito foi registado. O número total de casos positivos permanece em 90, de recuperados aumentou para 55, pois houve duas novas recuperações, perfazendo um total de 35 casos ativos de infeção.

11 de maio
Até hoje, não há novos casos de coronavírus e nenhum óbito registado. O total de casos positivos permanece em 90, com 53 pessoas já recuperadas, perfazendo um total de 37 casos ativos de infeção.

10 de maio
Pelo quarto dia consecutivo, não foram confirmados casos de coronavírus na Madeira, mantendo-se o número de 90 casos positivos. 53 pessoas já recuperaram, perfazendo um total de 37 casos ativos de infeção. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19.

9 de maio
Hoje, temos mais um recuperado e não há novos casos positivos de covid-19 nas últimas 24 horas. O número total de casos positivos permanece em 90 e de recuperados aumentou para 53, perfazendo um total de 37 casos ativos de infeção. Neste momento, 6 pessoas aguardam resultado laboratorial. Nenhum óbito foi registado.

8 de maio
Não há novos casos da covid-19 pelo segundo dia consecutivo e nenhum óbito registado na Madeira. O número total de casos positivos permanece em 90 e de recuperados aumentou para 52, uma vez que o paciente hospitalizado está agora recuperado, perfazendo um total de 38 casos ativos de infeção.

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, anuncia hoje que as igrejas e todos os outros locais de culto na Madeira vão reabrir ao público no sábado, 9 de maio, limitando a capacidade para um terço e com medidas rigorosas.
As pessoas devem obedecer às regras de distanciamento social, é necessário desinfetante para as mãos à base de álcool antes de entrar na igreja e o uso de uma máscara é obrigatório. Após o serviço, as pessoas devem regressar a casa e evitar convívios no adro ou nas áreas circundantes.

A praia de Porto Santo reabre sob regras restritas a partir de domingo, 10 de maio.
O distanciamento social entre os banhistas é obrigatório e os aglomerados são proibidos. Os balneários, bares, cafés e restaurantes ao longo da praia permanecerão fechados.
A quarentena obrigatória para o Porto Santo será levantada no dia 18 de maio para todos os residentes do arquipélago.

O Hospital privado da Madeira e a Madeira Medical Center irão retomar os seus serviços habituais a partir de segunda-feira, 11 de maio. A entrada será permitida após um questionário, como a triagem e a medição da temperatura, a máscara e o desinfetante das mãos são obrigatórios. A distância de segurança também é sinalizada em todas as áreas de serviços.
A MMC retomará todos os seus serviços: análises clínicas, cuidados permanentes (adultos), consultas presenciais, exames de imagiologia, cardiologia, gastroenterologia e enfermagem, de segunda a sexta-feira das 7:30 às 21:00 e sábados às 7 : 30:00 às 14:00.
Quanto ao HPM, serão ativados todos os exames e consultas presenciais para adultos e crianças, além de atendimento pediátrico permanente, das 9h às 12h.

A partir de 11 de maio, será permitida uma série de modalidades desportivas individuais praticadas ao ar livre, mantendo sempre o distanciamento social, incluindo a pesca desportiva e recreativa, surf, bodyboard, canoagem, tênis, automobilismo etc. Espaços públicos e florestais, percursos pedestres recomendados e jardins públicos, como a Quinta do Santo da Serra, a Quinta Magnólia, o Jardim das Madalenas, o Jardim do Amparo e o Jardim de Santa Luzia também serão reabertos no dia 11 de maio. Mantendo todas as instalações, bares, cafés e restaurantes fechados.

Os ginásios retomarão atividades limitadas a partir de terça-feira, 12 de maio.
As aulas em grupo só poderão ser realizadas ao ar livre, com a condição de respeitar o distanciamento social. Os espaços ficam limitados a um terço das suas capacidades, chuveiros e balneários permaneceram fechados.
Os utentes só poderão permanecer no interior dos ginásios durante uma hora; cada membro deverá limpar e higienizar o equipamento após cada uso.

Museus, bibliotecas, galerias, centros culturais e arquivos reabrem na quinta-feira, 14 de maio, com uso obrigatório de máscaras, desinfeção das mãos à entrada para todos os funcionários e visitantes. A limpeza e desinfeção de rotina de superfícies de contactos permanentes devem ser frequentes e registradas.

Praias, complexos balneares e acesso ao mar reabrem sexta-feira, 15 de maio, se a situação de pandemia continuar a evoluir favoravelmente. Mais informações sobre regras de segurança, distanciamento social e higiene serão anunciadas na próxima quinta-feira.

Restaurantes, bares, cafés e esplanadas podem reabrir na segunda-feira, 18 de maio. As condições operacionais serão anunciadas no final da próxima semana.

7 de maio
Não há novos casos positivos da covid-19 e nenhum óbito registado nas últimas 24 horas. O número total de casos positivos permanece em 90 e de recuperados aumentou para 51, pois houve uma nova recuperação, perfazendo um total de 39 casos ativos de infeção.

6 de maio
A Madeira regista quatro novos casos positivos nas últimas 24 horas, elevando o número para 90 casos positivos, 50 pessoas já recuperaram, perfazendo um total de 40 casos ativos de COVID-19. Neste momento, 5 casos suspeitos aguardam resultado laboratorial e nenhum óbito foi registado.

5 de maio
Pelo décimo primeiro dia consecutivo, não há casos positivos da covid-19 e nenhum óbito foi registado. O número total de casos positivos permanece em 86, de recuperados aumentou para 50, pois houve duas novas recuperações, perfazendo um total de 36 casos ativos de infeção e 85 casos suspeitos aguardam resultados laboratoriais.

4 de maio
Madeira chegou ao décimo dia consecutivo sem novos casos de COVID-19, mantendo-se o número de 86 casos positivos. 48 pessoas já recuperaram, perfazendo um total de 38 casos ativos de infeção. Neste momento, 71 casos suspeitos aguardam resultado laboratorial. Nenhum óbito foi registado.

A região reabre algumas atividades econômicas, tais como estabelecimentos de comércio, cabeleireiros, barbeiros e centros comerciais, com regras apertadas e estabelecidas pelo Governo Regional.
A reabertura imediatamente impõe a obrigação de empresas e indivíduos de regulamentar o distanciamento social, o uso obrigatório de máscara em todos os espaços fechados, no transporte público e a medição da temperatura dos trabalhadores duas vezes por dia.
Regras claras de segurança relativas à higiene de funcionários, clientes, desinfeção de espaços, e a proibição da prova de pronto a vestir e trocas de roupas, calçado, acessórios e bijuterias.

Os Aeroportos Cristiano Ronaldo e Porto Santo continuarão operando com um número reduzido de dois vôos semanais e um máximo de 100 desembarques de passageiros por semana, mantendo a quarentena obrigatória de 14 dias para os mesmos.
Os portos e marinas do arquipélago permanecerão fechados.

3 de maio
Pelo nono dia consecutivo, não há casos positivos da covid-19, anunciada neste domingo pelo vice-presidente da IASaúde. O número total de casos positivos permanece em 86, de recuperados aumentou para 48, pois houve uma nova recuperação, perfazendo um total de 38 casos ativos de infeção e 69 casos suspeitos aguardam resultados laboratoriais. Nenhum óbito foi registado.
Se a evolução continuar a ser positiva a Madeira será uma das primeiras regiões do Mundo a receber turistas com segurança, garante Pedro Ramos, Secretário Regional da Saúde e Proteção Civil.

2 de maio
Pelo oitavo dia consecutivo, não foram confirmados casos de coronavírus na Madeira, mantendo-se o número de 86 casos positivos. 47 pessoas já recuperaram, perfazendo um total de 39 casos ativos de infeção. Neste momento, 33 casos suspeitos aguardam resultado laboratorial. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19. A cerca sanitária em Câmara de Lobos será levantada às 00:00 de domingo.

1 de maio
Não à novos casos de COVID-19 pelo sétimo dia consecutivo, mantendo o número de 86 casos positivos. Mais 4 novas recuperações, perfazendo um total de 39 casos ativos de infeção. São 33 o número de pessoas que aguardam resultado laboratorial. Nenhum óbito foi registado.

30 de abril
Pelo sexto dia consecutivo não à novos casos de COVID-19 e não foi registado nehum óbito na Ilha da Madeira. Mantendo-se o número de 86 casos positivos e 43 recuperados. O número de casos ativos desce para 43. São 176 o número de casos que aguardam resultado laboratorial.

O estado de emergência termina e o estado de calamidade começa na Madeira a partir das 00:00 domingo à noite, por um período de 15 dias.
O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, declara a situação de calamidade e anuncia a reabertura de algumas atividades econômicas, cabeleireiros (somente com marcação), serviços e centros comerciais.
As medidas restritas que entram em vigor são:
- O uso de máscaras será obrigatório em todos os espaços comerciais onde houver maior concentração de pessoas, como transporte público, centros comerciais, escolas.
- Os funcionários devem medir a temperatura duas vezes ao dia e manter distância social.
- Todos os estabelecimentos devem operar com um terço da capacidade.
- Visitas a lares não são permitidas.
- Os restaurantes continuarão a funcionar em take-away.
- As praias permanecem 'fechadas'.
- A reabertura das atividades econômicas será avaliada semanalmente.

29 de abril
Não à novos casos pelo quinto dia consecutivo, mantendo-se o número de 86 casos positivos. O total número de recuperados mantém-se nos 43. Dos 43 casos ativos, um paciente foi internado na unidade de isolamento dedicada à covid-19 no Hospital Dr. Nélio Mendonça, devido à necessidade de cuidados adicionais de saúde. São 70 número de casos que aguardam resultado laboratorial. Na Madeira não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19.

28 de abril
Não à novos casos de COVID-19 pelo quarto dia consecutivo, mantendo o número de 86 casos positivos. Mais 8 novas recuperações, perfazendo um total de 43 casos ativos de infeção. Nenhum óbito foi registado. O paciente que encontrava-se hospitalizado na unidade de isolamento dedicada à covid-19 está agora recuperado. 18 pessoas aguardando resultado.

27 de abril
Não à casos positivos, pelo terceiro dia consecutivo, mantendo o número de 86 casos positivos. Mais 1 nova recuperação, perfazendo um total de 51 casos ativos de infeção. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19. 58 pessoas aguardam resultado.

26 de abril
Até hoje não à casos positivos pelo segundo dia consecutivo. Existem mais 3 casos recuperados, elevando o número total de 52 casos ativos de infeção. 16 casos aguardam resultado laboratorial. Na Madeira não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19.

25 de abril
Não existem novos casos positivos relatados, mantendo o número de 86 casos positivos. Existem 10 novos casos de recuperação, totalizando 55 casos ativos de infeção. Nenhum óbito foi registado. 36 casos suspeitos aguardam resultado laboratorial.

24 de abril
Regista-se um novo caso de infeção, elevando o número para 86 casos positivos de COVID-19. Quanto aos dois pacientes hospitalizados, um continua internado na unidade de isolamento dedicada à covid-19 e o paciente que estava internado nos cuidados intensivos está agora recuperado. Nenhum óbito foi registado. 54 pessoas aguardam resultado laboratorial.

23 de abril
Não à casos positivos, pelo terceiro dia consecutivo, mantendo o número de 85 casos positivos. 20 pessoas já recuperaram, perfazendo um total de 65 casos ativos de infeção. 80 pessoas aguardam resultado. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19, na Madeira.

22 de abril
Até hoje não à casos positivos pelo segundo dia consecutivo. Existem mais 7 casos recuperados, elevando o número total de 65 casos ativos de infeção. Nenhum óbito foi registado. 72 casos suspeitos aguardam resultado laboratorial.

21 de abril
Hoje não à casos positivos nas últimas 24 horas, mantendo o número de 85 pacientes infetados. Nenhum óbito foi registado. 67 casos suspeitos aguardam resultado laboratorial. Em relação à cadeia de transmissão em Câmara de Lobos, foram identificados 78 novos contatos, atualmente em avaliação.

20 de abril
A Madeira apresenta mais dois novos casos positivos nas últimas 24 horas e um caso recuperado no Porto Santo. 31 casos suspeitos aguardam resultado laboratorial. Nenhum óbito foi registado. Dois pacientes foram transferidos para a unidade de isolamento dedicada à covid-19 no Hospital Dr. Nélio Mendonça, devido a condições médicas pré-existentes.

19 de abril
A Madeira registra 19 novos casos de coronavírus, 16 em Câmara de Lobos, 1 no Funchal e 2 no Porto Santo. Nas últimas 24 horas foram detetados mais 43 casos suspeitos e 3 casos recuperados. Na Madeira não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19.

18 de abril
O paciente internado na unidade de cuidados intensivos dedicada à covid-19 melhora e já respira sem ventilador. Nenhum óbito foi registado.
10 novos casos positivos registados na freguesia de Câmara de Lobos e mais 40 aguardando resultado de teste de covid-19. Anunciado hoje de manhã pelo presidente do Governo Regional da Madeira, aumentando o número total para 64 casos positivos, num aumento de 18,5% em 24 horas.
Devido ao aumento exponencial de casos, foi aplicada uma cerca sanitária na freguesia de Câmara de Lobos, mais de 18 mil pessoas em isolamento obrigatório durante 15 dias.

17 de abril
A Madeira regista o sétimo caso de recuperação, após dois testes negativos com um intervalo de pelo menos 24 horas, de acordo com as diretrizes. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19, na Madeira.

11 de abril
A Madeira regista o segundo caso de recuperação. Um residente na Ponta do Sol que havia regressado do Reino Unido com resultado positivo para a covid-19, foi declarado recuperado após dois testes negativos (isolamento no seu domicílio). Ate à data não é registado nenhum óbito por infeção do COVID-19, na região.

10 de abril
Quanto aos dois pacientes hospitalizados com coronavírus, um permanece na unidade de cuidados intensivos dedicada à covid-19 e o outro recebe alta hospitalare é transferido para um hotel onde permanecerá em isolamento. Na Madeira não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19.

5 de abril
Atualmente, a Madeira possui 1 caso recuperado e 47 casos positivos de COVID-19. Até o momento, foram identificados 315 casos suspeitos, dos quais 260 foram negativos. Outras estatísticas mostram que existem 643 pessoas sob vigilância ativa, com mais 231 pessoas em auto-vigilância. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19, na Madeira.
Apenas 2 pacientes com coronavírus permanecem hospitalizados no Hospital Dr. Nélio Mendonça, embora 1 em condição estável, o outro doente foi transferido para os cuidados intensivos e ventilado, pois a condição agravou durante a madrugada. Os outros 45 pacientes permanecem isolados, 42 em suas residências e os 3 cidadãos holandeses na Quinta do Lorde.

4 de abril
A Madeira regista o primeiro caso de recuperação, nomeadamente de um dos quatro turistas holandeses na Quinta do Lorde, agora dada como recuperada após a realização de duas análises negativas. Hoje com viagem de regresso ao seu país de origem. Nenhum óbito foi registado.

3 de abril
Atualmente, a Madeira possui 44 casos positivos de COVID-19. Até o momento, foram identificados 277 casos suspeitos, dos quais 232 foram negativos. Outras estatísticas mostram que existem 691 pessoas sob vigilância ativa, com mais 428 pessoas em auto-vigilância. Nenhum óbito foi registado.
Apenas 2 pacientes com coronavírus permanecem hospitalizados na Madeira, embora sem a necessidade de cuidados intensivos. Os outros 42 pacientes permanecem isolados, 38 em suas residências e os quatro cidadãos holandeses na Quinta do Lorde.

2 de abril
Atualmente, a Madeira possui 43 casos positivos de COVID-19. Até o momento, foram identificados 257 casos suspeitos, dos quais 212 foram negativos. Outras estatísticas mostram que existem 717 pessoas sob vigilância ativa, com mais 559 pessoas em auto-vigilância.
Apenas 2 pacientes com coronavírus permanecem hospitalizados na Madeira, embora sem a necessidade de cuidados intensivos. Os outros 41 pacientes permanecem isolados, 37 em suas residências e os quatro cidadãos holandeses na Quinta do Lorde. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19, na Madeira.

1 de abril
Atualmente, a Madeira possui 43 casos positivos de COVID-19. Até o momento, foram identificados 240 casos suspeitos, dos quais 197 foram negativos. Outras estatísticas mostram que existem 724 pessoas sob vigilância ativa, com mais 1698 pessoas em auto-vigilância.
Apenas um (1) paciente com coronavírus permanece hospitalizado na Madeira, embora sem a necessidade de cuidados intensivos. Os outros 42 pacientes permanecem isolados, 38 em suas residências e os quatro cidadãos holandeses na Quinta do Lorde. Ate à data não é registado nenhum óbito por infeção do COVID-19, na região.
O Pavilhão dos Trabalhadores encontra-se preparado para acolher os sem-abrigo. 50 camas serão disponibilizadas assim como todas as condições necessárias para que estas pessoas possam se auto-isolar durante a pandemia da Covid-19.

31 de Março
Atualmente, a Madeira possui 42 casos positivos de COVID-19. Até o momento, foram identificados 225 casos suspeitos, dos quais 183 foram negativos. Outras estatísticas mostram que existem 728 pessoas sob vigilância ativa, com mais 1699 pessoas em auto-vigilância.
Apenas um (1) paciente com coronavírus permanece hospitalizado na Madeira, embora sem a necessidade de cuidados intensivos. Os outros 41 pacientes permanecem isolados, 37 em suas residências e os quatro cidadãos holandeses na Quinta do Lorde. Na Madeira não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19.

30 de Março
Atualmente, a Madeira possui 40 casos positivos de COVID-19. Até o momento, foram identificados 214 casos suspeitos, dos quais 170 foram negativos. Outras estatísticas mostram que existem 792 pessoas sob vigilância ativa, com mais 1670 pessoas em auto-vigilância. Nenhum óbito foi registado.
Apenas um (1) paciente com coronavírus permanece hospitalizado na Madeira, embora sem a necessidade de cuidados intensivos. Os outros 39 pacientes permanecem isolados, 35 em suas residências e os quatro cidadãos holandeses na Quinta do Lorde.

29 de Março
Atualmente, a Madeira possui 39 casos positivos de COVID-19. Até o momento, foram identificados 198 casos suspeitos, dos quais 155 foram negativos. Outras estatísticas mostram que existem 766 pessoas sob vigilância ativa, com mais 1462 pessoas em auto-vigilância.
Apenas um (1) paciente com coronavírus permanece hospitalizado na Madeira, embora sem a necessidade de cuidados intensivos. Os outros 38 pacientes permanecem isolados, 34 em suas residências e os quatro cidadãos holandeses na Quinta do Lorde. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19, na Madeira.

A 29 de Março, o Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, emitiu um novo mandato no que diz respeito às restrições de movimento e isolamento social para conter a propagação do coronavírus.
A partir das 00h00 do dia 31 de março, entram em vigor as seguintes medidas:
1 - A partir de 31 de março, apenas os negócios essenciais podem permanecer abertos.
2 - Todos os casos suspeitos em hotéis devem passar por período de isolamento obrigatório de 14 dias.
3 - Redução para 100 passageiros nos Aeroportos Madeira Cristiano Ronaldo e Porto Santo permitida por semana. Todos os passageiros são encaminhados para cumprir a quarentena obrigatória de 14 dias.
4 - Reorganização do sistema de saúde. Cessação da mobilidade entre as unidades de saúde existentes para evitar a contaminação cruzada.
5 - Reforço das medidas de circulação e encontros sociais são restritamente limitados a duas pessoas.

26 de Março
Atualmente, existem vinte (20) casos positivos de Covid-19 na ilha, incluindo quatro turistas holandeses e dezasseis madeirenses, incluindo um caso referente a um passageiro que estava em quarentena na Quinta do Lorde, e cinco membros de uma família que contraíram o vírus após de uma recente viagem à Espanha. Desde do dia 29 de fevereiro, dos 105 casos suspeitos, 85 foram confirmados como negativos. Além disso, atualmente 835 pessoas estão sob "vigilância ativa" em casa e outras 1.591 estão em "auto-vigilância". Nenhum óbito foi registado.
Todas as chegadas à Madeira devem entrar em quarentena obrigatória e realizar os respetivos testes.
O Governo Regional solicitou que todos os turistas restantes na ilha sejam repatriados. Além disso, a partir de quarta-feira, 25 de março, viajam apenas residentes por motivos médicos de força maior.

25 de Março
Foram anunciados quatro novos casos confirmados, elevando o total para 16 casos positivos de Coronavírus na Madeira (12 são pacientes residentes na Madeira e 4 são turistas de nacionalidade holandesa). Dos 94 casos suspeitos, 78 foram resultados negativos, 806 sob vigilância ativa em suas residências e 1678 em auto-vigilância.
Três dos pacientes internados na unidade de isolamento do Hospital Dr. Nélio Mendonça foram encaminhados para casa para continuar o isolamento em seus domicílios. Todos esses pacientes estão em condições estáveis e nenhum necessitou de cuidados intensivos. Na Madeira não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19.

24 de Março
Os casos de coronavírus continuam a aumentar na Madeira, com 12 casos positivos confirmados, aos quais oito se referem a residentes da ilha. Cinco apresentam sintomas ligeiros e estão a recuperar em casa. Os restantes estão internados na unidade dedicada ao tratamento ao coronavírus, no Hospital Dr. Nélio Mendonça, em situação estável.
A Madeira tem 459 pessoas sob vigilância ativa pelas autoridades de saúde e 1.532 pessoas em autovigilância nas suas residências. Não foi registado nenhum óbito por infeção do COVID-19, na Madeira.
Dos passageiros que chegaram à Madeira, 66 foram transferidos para um centro de quarentena específico no resort Quinta do Lorde, no Caniçal e 15 ficaram em quarentena obrigatória no Hotel Praia Dourada, em Porto Santo. Todos os casos são de origem externa.

23 de Março
A Madeira, como muitos outros destinos turísticos, foi afetada pelo surto do Coronavírus. De forma a prevenir a propagação do mesmo, todos os eventos agendados foram adiados este ano, incluindo a famosa e vibrante Festa da Flor, que fora re-agendada para setembro de 2020.
O Governo Regional da Madeira e o Governo da República de Portugal mostraram uma abordagem proativa e sensata à pandemia, declarando “Estado de Emergência” e estão fazendo tudo ao seu alcance para criar um ambiente seguro para seus cidadãos. Até 23 de março, nove casos positivos de coronavírus haviam sido registados na Madeira. Os turistas estão sendo repatriados e todos os hotéis encerrados.
Foi criado um centro de quarentena específico na Madeira, no resort Quinta do Lorde, Caniçal e na ilha do Porto Santo. Num mundo em estado de ansiedade, o povo madeirense mantem-se calmo e continua vivendo da melhor maneira possível, dadas as circunstâncias. Apesar do vírus, a Madeira permanece como sempre um jardim flutuante que é sempre verão. Com uma população determinada e prática, a ilha voltará a ser um local seguro, limpo, bonito e com a natureza no seu melhor, recebendo os seus turistas de forma humilde e graciosa, como sempre.

19 de Março
Madeira regista dois novos casos positivos de coronavírus. Nenhum óbito foi registado.
No total, 3 casos positivos estão confirmados. Um turista que chegou da Holanda à 5 dias e um residente madeirense que chegou do Dubai, ambos em quarentena imediata.
O Governo da República Portuguesa declarou estado de emergência a partir das 00h00 de hoje, dia 19 de Marco, por 15 dias.
Esperamos que, com esta medida, possamos conter a propagação do vírus na Ilha da Madeira.

17 de Março
Um turista chegado recentemente à Madeira testou positivo para o Coronavirus e foi colocado em quarentena.

16 de Março
O Presidente do Governo Regional da Madeira anunciou hoje, 16 de março, que não à casos do coronavírus ou Covid-19 na Ilha da Madeira. Para tentar manter a Madeira livre do vírus, todos os passageiros que chegarem ao aeroporto Cristiano Ronaldo na Madeira, ficarão em quarentena obrigatória por 14 dias, até novo aviso.
Isso significa que todos os operadores turísticos estão a cancelar os seus vôos para a Madeira e Porto Santo, exceto os vôos de regresso para os turistas que já estão na ilha.
Esperamos que, em breve, as coisas voltem ao normal que a Madeira mantenha a sua condição livre do vírus e possamos receber os visitantes no Clima sempre de Verão da Madeira. Manteremos informação atualizada nos próximos dias.

 

Cartaz sobre Coronavírus - Recomendações

Coronavírus - Recomendações

Atenção! Este website usa cookies e tecnologias similares

Ao fechar esta mensagem esta a concordar com esta utilização.

I understand

Últimas Notícias